Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Uma instituição prudencial

Não viu nada no BPN, no BES e no BCP... embora a sua função seja de "supervisão e prudencial". E seja uma institucão cheia de pergaminhos por onde passa a nata com as devidas mordomias. Mas não julguem que deixa a "prudência" por mãos alheias. Nem pó . Constâncio foi "prudentemente" para o Banco Central Europeu, para vice-presidente, pois então. Carlos Costa foi apanhado por um seu vice-governador que foi demitido mas que continua "prudencialmente" no seu lugarzinho. E agora temos dois directores "prudenciais" que saíram para não serem demitidos mas que foram para lugar seguro. A empresa privada a quem o Banco Prudencial, desculpem, de Portugal, desculpem...entregou um trabalho pago prudencialmente sem concurso público.

Tudo prudencial, ficar de bem com a "prudência" e o "vício" um exercício a que só alguns conseguem chegar .  Quanto ao governador actual manda a prudência esperar para ver. É que do outro lado da balança há gente de peso a "fazer de morto". Prudencialmente!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.