Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Uma estratégia de crescimento errada para a economia

Como já mostram todos os índices económicos a estratégia de crescimento da economia está errada. Já se tinha visto no tempo de José Sócrates não foi preciso esperar muito para se ver com Costa.

A economia só terá um crescimento mais robusto com a intensificação das exportações e com mais investimento externo. É mais difícil do que aumentar os salários e pensões poucochinho ? É verdade, mas o que vale a pena exige trabalho, rigor e determinação.

O crescimento da economia - e crescendo a economia todos crescem embora uns mais do que outros - é a única forma de obter receitas para a despesa pública - que o actual governo já fez aumentar - diminuir o défice e pagar a dívida. E o mais importante de tudo criar postos de trabalho. O crescimento do consumo interno - somos 10 milhões de pessoas - será sempre poucochinho e o crescimento potencial da economia  - o que já está instalado - não é suficiente.

Não se trata de ideologia, ser de esquerda ou de direita, dizem os livros e a experiência não só do nosso país mas de muitos outros. Dizer que as exportações são uma treta como apregoa a actriz Catarina Martins devia alertar-nos . Os países comunistas foram todos água abaixo por se terem fechado ao mundo. A China com 1,3 biliões de pessoas - com um mercado interno gigantesco- abriu-se às exportações e é hoje um país fortemente exportador.

Portugal teve durante décadas saldos negativos nas contas com o exterior que pagamos com emigração. Não chorem lágrimas de crocodilo.

As disponibilidades para investir “seja do lado das famílias, seja do lado do Estado, seja do lado das principais empresas, são muito escassas”.