Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Temos que evitar que o estado nos chupe o sangue

 Um governo suficientemente grande para te dar tudo o que queres é também suficientemente grande para te tirar tudo o que tens."  A Irlanda, por exemplo, que foi outro dos países resgatados pela União Europeia, encabeçará o ranking neste ano e no próximo e tem uma dimensão parecida com a de Portugal. Qual é o segredo do renovado tigre celta? É, pois, o de ser um país com um alto grau de liberdade económica: impostos baixos, despesa pública controlada e regulação mínima.

Acaba de ser divulgado em Espanha o Índice de Liberdade Económica, que se calcula com vários indicadores que refletem o comportamento do setor público na sua dupla dimensão de fornecedor e financiador de bens e serviços, por um lado, e de regulador do setor privado, por outro. É um exercício interessante, que vem confirmar uma evidência: a correlação positiva entre liberdade económica e prosperidade. Mas, face a essa certeza, porque tantos governos continuam a manter ou, inclusive, a intensificar as suas políticas intervencionistas sabendo que terão consequências nefastas sobre o bem-estar geral?