Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Taxar o vinho é desertificar o interior

O sector do vinho emprega cerca de 200 000 pessoas em geografias onde não há alternativas de emprego. Com o imposto agora prometido, haverá falências das empresas mais pequenas e a exportação será afectada.

Quando nos lembramos do escarcéu que por aí houve com o fecho de escolas sem alunos e de maternidades sem grávidas, estamos conversados. O problema daqueles senhores muito preocupados com o mundo rural está mais que justificado.

No entender de Ana Isabel Alves, a medida vai também provocar o abandono das vinhas, pois deixam de ser rentáveis. “Tememos o abandono da vinha e desertificação do mundo rural. Lembro que nós temos 200 mil hectares de vinha em Portugal. Vai tornar as pequenas empresas inviáveis e inevitavelmente vão verificar-se falências no setor”, sublinhou.

As associações do setor lembram ainda que a “vitivinicultura é muito importante para a manutenção das comunidades rurais e para o ordenamento do território, existindo muitas zonas do país totalmente dependentes desta atividade”.

E o drama que foi por cada tribunal que fechou no interior .

BV-Douro.jpg

 

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.