Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Nesta altura de optimismo devemos fazer três coisas

Estamos numa onda de optimismo mas convém relembrar que em 2008, o ano que marca o início da Grande Recessão, o FMI também estava otimista em janeiro, prevendo que a economia mundial cresceria 4,1%.  O mundo viria a terminar o ano em forte desaceleração e uma contração global no ano seguinte.

Nestas alturas de otimismo económico devemos fazer três coisas: em primeiro lugar, gozar o bom momento; em segundo, preparar o futuro, já que sabemos que um ambiente superior à média não se pode manter por muito tempo; e em terceiro lugar, prepararmo-nos para uma crise, já que estas são mais perigosas e violentas quando nos apanham no meio da festa.

Como é bom de ver por cá só fazemos uma delas. Gozamos o momento. É ver o crédito concedido aos particulares para consumo que já preocupa toda a gente .

 

O INE a manipular os dados do desemprego em 23 países

A taxa de desemprego na Zona Euro está ao nível mais baixo desde 2012. E Portugal acompanha a tendência .

O desemprego de julho, no conjunto dos 28 Estados-membros, é o mais baixo desde junho de 2011. A taxa de desemprego caiu, na comparação homóloga, em 23 Estados-membros, tendo Portugal registado o quarto maior recuo (de 14,1% em julho de 2014 para 12,2%), depois da Bulgária (de 11,5% para 9,4%), Espanha (24,3% para 22,2%) e Grécia (27,0% para 25,0% entre maio de 2014 e maio de 2015).

Ainda vamos ter a oposição a dizer que é o INE a manipular os dados em todos estes países...