Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

O Reino Unido vai continuar na União Europeia

A União Europeia é como o casamento. Quem está dentro quer sair ( nem todos) quem está fora quer entrar. E há os que passam a vida a falar de divórcio mas depois não abandonam a casa "cosy" ( acolhedora). Falam, falam, mas eu não vejo ninguém a apresentar uma alternativa válida.

O referendo no UK foi ideia que surgiu como pressão para o país ganhar força nas negociações com os restantes países da Europa. Nasceu com muita força mas à medida que se aproxima o momento da decisão o voto a favor da permanência vai na frente nas sondagens.

Mas esta não é a única sondagem que cimenta a preferência dos britânicos pela permanência. Segundo a Reuters, das sete últimas sondagens conhecidas, seis indicavam que a maioria dos inquiridos quer ficar no Reino Unido e a sondagem que agrega todas as sondagens sobre o Brexit do Financial Times indica que há 47% dos britânicos a favor da permanência e 40% que preferem a saída.

 

 

A Síria é o novo cenário de guerra

Estados Unidos e Reino Unido preparam-se para atacar a Síria. Uma guerra que pode arrastar outros países da região. Turquia, Irão e países árabes. Será um ataque limitado o que quer dizer que não haverá tropas no terreno. Destruir as infra-estruturas logísticas que impeçam o governo Sírio de usar a força aérea ou limitar o espaço aéreo.

As defesas antiaéreas seriam o primeiro alvo de uma acção para impor uma zona de exclusão aérea, mas um ataque punitivo tanto poderia visar estes equipamentos, como as unidades militares implicadas no uso de armas químicas ou até mesmo infra-estruturas e edifícios governamentais.

Por cá vamos ter os mesmos de sempre contra a iniciativa americana. Mas é alternativa deixar no poder um ditador que assassina o seu próprio povo?