Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

O embuste que nos enche o depósito do carro

O governo numa sexta feira à tarde comunicou a cena final da farsa. Reduziu o ISP dos combustíveis mas  aumentou a taxa do carbono. Contas feitas o estado continua a encher-se e os contribuintes a pagarem os combustíveis mais caros da Europa. Está na natureza de António Costa enganar quem nele confia.

Os novos valores da taxa de carbono implicaram um agravamento de 1,338 cêntimos por cada litro de gasolina e de 1,458 cêntimos por litro de gasóleo. Dos três cêntimos de descida do ISP na gasolina sobrou pouco mais de metade, mas o pior é que no caso do gasóleo não só não houve qualquer alteração no ISP como o preço daquele que é o combustível de que muitos portugueses dependem, seja para trabalhar, seja para se deslocarem de casa para o trabalho e de volta a casa, ou simplesmente para viagens de lazer, ficou mais caro.

 

O BE quer mais uma taxa

Mais uma taxa, é a isto que se resume a política do Bloco de Esquerda. Taxas, taxinhas e impostos.

Atualmente, a lei estipula que tem tenha um património imobiliário com um valor patrimonial tributário entre os 600 mil e um milhão de euros, paga uma taxa adicional de 0,7% e quando o valor superar o milhão de euros, paga uma taxa de 1%. O Bloco quer que seja criada uma nova taxa que obriga ao pagamento de 2% de adicional ao IMI quando o valor do património ultrapassar os dois milhões de euros.

Podem ter a certeza não chega nunca.

Taxo eu, taxas tu, taxamos nós

Numa entrevista, ontem à noite na SIC Notícias, Fernando Medina manifestou-se contra a taxa Robles. O autarca afirmou que “penalizar a rotação no mercado imobiliário não aumenta o número de casas”, acrescentando que a prioridade imediata deve ser aumentar o número de casas disponível” para as famílias de classe média.

O presidente da Câmara Municipal de Lisboa considera que a autarquia tem mesmo que atuar no mercado de arrendamento através de uma aumento da oferta e de uma diminuição fiscal sobre contratos de longa duração.

O Jornal de Negócios foi ver o que se passa noutros países e conclui que a Taxa de Rio existe em seis países europeus. São casos em que a detenção de um imóvel durante um determinado número de anos é compensada com um imposto mais baixo ou mesmo com uma isenção no momento da venda.

PS : Ricardo Costa - Expresso

 

Desemprego : a taxa real é o dobro da taxa oficial

É à vontade do freguês e não é só no desemprego. Nas contas públicas o Tribunal de Contas também diz o mesmo.

No segundo trimestre, havia 461,4 mil pessoas desempregadas que contavam para o cálculo da taxa de desemprego ‘oficial’. Mas incluindo estas pessoas que estão excluídas do mercado de trabalho, mas que não contam como desempregados para o cálculo da taxa ‘oficial’, o número passa a ser de 903,3 mil, quase o dobro.

Transformar 16,6% em 8,8% é ilusionismo. Infelizmente estas notícias que jazem debaixo do tapete com este governo batem recordes. Há para todos os gostos.

Taxa de juros da dívida acima dos 4%

Uma escalada imparável, embora o Presidente da República tente aliviar a pressão dizendo que não está preocupado.

Entretanto a Alemanha, com uma inflação de 1,7%, pressiona o BCE para terminar com a compra de dívida o que, de imediato, fará crescer ainda mais as taxas de juro da dívida portuguesa. Nada de novo.

Em Espanha, os juros da dívida a dez anos sobem 9,3 pontos base para 1,526%, enquanto em Itália o agravamento é de 10,6 pontos para 1,976%. Por cá sobem para 4,014%.

A trajectória da taxa a 10 anos vem em crescendo e não vai terminar por aqui. É o custo de termos um governo apoiado por dois partidos anti - União Europeia e da economia crescer debilmente .

taxa4.png