Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Perder a Taça tal como perdeu o campeonato

O Sporting tem dois avançados e um meio avançado. Um deles (Dost) marca golos , outro (Gelson) desequilibra mas não marca golos e raramente faz bem o último passe e o Bruno F. vai marcando alguns golos mas joga longe da baliza, entre a área e o meio campo.

O Acuna não tem qualidade para ser extremo ( joga a defesa esquerdo na selecção da Argentina ), Montero marca pouquíssimos golos e Doumbia não marca nem muitos nem poucos.

Como se viu no Jamor o Sporting para marcar um golo construiu seis oportunidades de baliza aberta, quatro delas com o avançado na pequena área.

Isto aconteceu também durante o campeonato. O Sporting precisa de quatro/cinco oportunidades para marcar um golo. Ora, como se sabe, quem não marca nas três primeiras oportunidades arrisca-se a perder o jogo. E não é preciso estar a jogar contra o Atlético de Madrid ou contra o F.C Porto ou contra o S.L. Benfica. Com o Aves também foi assim. Golo perdido golo sofrido.

Todos nós, sportinguistas , sabíamos que esta guilhotina estava armada sobre os nossos pescoços desde a primeira jornada. E, já agora, perdidos o campeonato e a Taça não vale a pena perder o clube.

 

 

Agora a verde. Ninguém vê, ninguém ouve, ninguém é cúmplice

Há poucos anos foi com um primeiro ministro. Ninguém viu, ninguém ouviu, ninguém foi cúmplice. E os que estranharam comportamentos e gastos pessoais sumptuosos foram maltratados.

Agora o mesmo cenário é a verde no reduto de um clube prestigiado .Degrau a degrau o Sporting já bateu no fundo.

É sempre assim quando um homem se pretende como único decisor, único defensor . Começa por concentrar em si o poder afastando todos quantos se lhe opõem , compra os medíocres e responsabiliza os que trabalham. Velho como o mundo mas continua a resultar, por pouco tempo é verdade, mas vai enganando muitos durante algum tempo.

Mas alguém espera do Presidente do Sporting um comportamento ético e profissional ao nível de uma instituição como o Sporting ?

O rasto de problemas, casos mal contados e megalomania há muito que não engana. Mas pelos vistos ninguém aprendeu nada . Sobram, passados anos e no meio da ruína os cúmplices a abandonar o navio .

Demasiado tarde.

 

O Sporting já encontrou uma culpada.

Primeiro eram os árbitros, depois os jogadores, a seguir a estrutura e enquanto não pode ser o treinador é a mulher. Bruno de Carvalho não sabe ainda porquê mas a ex-mulher sabe. Estão divorciados.

Porque como muita gente pensa e bem, depois de muito dinheiro gasto, muito dinheiro recebido em vendas de jogadores, alguém é culpado por o Sporting não atinar com a baliza. Só pode ser uma mulher .

Bruno de Carvalho arranjou uma guerra externa para ganhar coesão interna. Velho como o mundo. Lembram-se quando Pinto da Costa e Pedroto chefiaram uma rebelião no Norte contra os "mouros" de Lisboa ? A estratégia é a mesma.

Enquanto isso, e para o rival que vai na frente do campeonato não se ficar a rir, vai-lhe roubando os atletas das outras modalidades. Quem paga ? Quem pensar que se iludem os sonhos de grandeza por não haver dinheiro nunca será grande. O Sporting é um exemplo e Bruno o seu timoneiro.

Nunca me enganaste, Bruno.

jj.jpg

 

Se Elias chegou é porque Adrien sai

O internacional brasileiro Elias disse hoje que voltou ao Sporting para dar "experiência e títulos" à equipa treinada por Jorge Jesus. À chegada ao aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, Elias tinha saído do Sporting em litígio com o presidente Bruno de Carvalho, problemas que o médio disse estarem sanados. "Ele defendia os interesses do Sporting e eu os meus", limitou-se a responder Elias quando questionado pelos jornalistas sobre as divergências passadas com o líder 'leonino'. Lembrando que ainda tinha de cumprir os necessários exames médicos, Elias prometeu que regressa ao Sporting para "tentar ajudar da melhor maneira e conquistar o título tão sonhado".

Entretanto, confirma-se que Sporting e Leicester chegam a acordo para a saída de Adrien. Só estranha quem não os conhece...

cm-adrien.jpg

 

No futebol como na vida prever antes é difícil

O FCPorto não tem uma defesa equilibrada. Os centrais tremem com facilidade e com Slimani e Bryan terão razões de sobra para tremer ainda mais.

Os portistas vão fazer como fizeram no meio da semana em Itália. Povoar o meio campo e marcar bem longe da sua área para evitar as rápidas saídas para o ataque do Sporting.

Por outro lado, não estou a ver como levezinhos, embora tecnicamente evoluídos atacantes portistas, possam ganhar o combate a uma defesa alta, forte e tacticamente muito equilibrada. Que ainda não sofreu golos e que o ano passado foi a defesa menos batida.

O Sporting está em vantagem até porque joga em Alvalade. O FCPorto vai tentar não sofrer golos defendendo longe da sua área. O erro individual vai ter uma influência enorme no resultado final.

E, se no final, os meus leitores acharem que vale a pena, porque acertei ANTES do jogo, vou passar a escrever sobre futebol. Estou farto daqueles analista e comentadores com o ar  que estão no segredo dos deuses.

É por isto que gosto do Jorge Jesus embora digam que é só um ego maior que o mundo

 

O que afasta Jesus da (do) Vitória ?

Um (Vitória) é licenciado na faculdade de motricidade humana de Lisboa Jesus, é licenciado na faculdade do balneário. E isso vê-se por fora.

No principio da época Rui Vitória, atacado por todos os que agora o aplaudem, reforçou a coesão da equipa. Foi mudando a equipa com os mesmos jogadores. Quando a estabilidade chegou, iniciou a fase de introdução de novos jogadores. Nalguns casos empurrado pelas lesões. Renato entrou por opção do técnico e o defesa central entrou por lesão do capitão Luisão. O jovem guarda redes entrou para o lugar de Júlio César por lesão do titular. Apostas mais do que ganhas.

A equipa ganhou outra intensidade com o médio e deixou de sofrer golos. Esta foi a receita para acompanhar o prato principal. Uma dupla de avançados que marca golos e dois extremos que fornecem bolas em último passe. A equipa cresceu com as lesões.

Já o Sporting perdeu o campeonato quando teve que gerir a lesão de Teo. O avançado foi substituído com mexidas na equipa para Bruno César entrar para a esquerda. Ruiz mudou-se para segundo avançado, ele que não é um goleador. Viu-se contra o Benfica em Alvalade ( baliza aberta falhando o golo a um metro ) e em Guimarães. Com a reentrada de Teo e Ruiz mais livre para organizar e desequilibrar o jogo, com mais espaço, a equipa voltou a marcar golos. 

Rui percebeu que a vitória estava em dar menos na discussão com Jesus e dar tudo na coesão interna Jesus, perdeu pontos enquanto intensificava a guerrilha onde está longe de ser um Mourinho.

 

O falhanço impossível do golo mais que certo

O mesmo jogador que faz golos impossíveis revelando uma técnica apurada e uma calma olímpica falha golos de baliza aberta ( baliza de 7 metros sem ninguém a defende-la). Como é possível ?

No caso de Bryan Ruiz, jogador do Sporting, até estou convencido que a bola foi desviada, embora imperceptivelmente, pelo guarda redes do Benfica dois metros antes de chegar ao avançado do Sporting. Essa mudança de direcção pode ser a explicação. Bem como uma irregularidade no terreno.

Já vi outros jogadores com experiência e com técnica falharem golos aparentemente tão fáceis. E já agora já vi guarda redes sofrerem golos ridículos resultado de falhanços incríveis. Há até guarda redes que nunca mais conseguiram reabilitarem-se aos olhos dos aficionados da bola.

Falhanços impossíveis podem resultar ainda do deslumbramento que leva à falta de concentração no momento do toque final. Ou do esgotamento físico que tolhe o raciocínio e a coordenação motora

Tivesse o Sporting ganho e hoje ninguém falaria do falhanço impossível .

 

 

Vitórias históricas ?

Até o Sporting alcançou um resultado histórico na Luz. Depois de na política o PS ter dado um passo histórico - rompendo com a História de um passado dedicado à defesa da democracia contra o PCP - chamando os comunistas para o governo, prolongamos o período atípico em que o país está mergulhado. Com o PCP e BE a dar apoio, o PS formará governo com a mais pequena minoria de sempre. Histórico, pois ficará para sempre nas mãos dos partidos da extrema esquerda.

O ex-treinador do Benfica conhece melhor do que ninguém aqueles jogadores que vestem de encarnado. E lançou a táctica correspondente. Tal qual António Costa que desde os 14 anos sabe que quem não leva o PS para o poder e nada tem para distribuir dura pouco. Foi o problema de António José Seguro, ganhava eleições mas o poucochinho não preenchia ambições.

A minha geração lembra-se da história do PS na Alameda a lutar pela Democracia, a geração do meu filho lembra-se das suspeitas da Casa Pia, da prisão de Sócrates e das traições de António Costa "o usurpador". E vota no Bloco de Esquerda .

E a questão é saber quem fica a ganhar com o Benfica a afundar-se ( Porto ?) já que com o definhamento do PS está à vista de todos. Basta olhar para os partidos socialistas na Europa.

De vitória em vitória até à derrota final. Histórico.