Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

A renovação da linha férrea do Norte custaria 1500 milhões uma linha nova custará 5 000 milhões

Com a bazuca do dinheiro europeu que aí vem o governo troca a renovação da linha férrea do Norte por uma linha nova que nos vai custar não menos de 5 mil milhões.

Parece que, graças à desgraça do Covid19, somos afinal um país rico e em vez de fazer um investimento de 1.5 mil milhões de euros que resolvia a falta de velocidade da ligação Porto-Lisboa e os problemas de segurança atuais, vamos é fazer uma linha toda nova para ter o nosso TGV.

A versão que o Governo agora apresenta é fazer toda uma nova linha de Alta Velocidade que fica, à partida, porque com socialistas a derrapagem de preços é sempre enorme, por 5 mil milhões de euros e literalmente borrifam-se para atual linha do Norte.

Ou seja, a renovação desta linha que, como outras, foi sendo adiada por causa do sonho do TGV que saiu dos nossos bolsos mas que nunca saiu do papel, volta agora a ser mais uma vez adiada pela construção da linha de alta velocidade.

A diferença é que as más escolas privadas fecham já as públicas...

A demografia explica muita coisa e o "boom" após o 25 de Abril explica o resto. Escolas privadas sem músculo financeiro, sem massa crítica de alunos, sem quadro docente. Seguem o seu curso normal que é fechar por muito que custe fechar uma escola mesmo que seja má. Já as más escolas públicas não seguem o seu curso natural. Mantendo-se no mercado ocupam uma posição que impede que se encontrem melhores escolas.

Os alunos destas escolas que fecham e os seus quadros de professores encontrarão saída reforçando e melhorando as melhores escolas já existentes no mercado e outras serão criadas. É a forma natural de renovar o tecido escolar. Mas só acontece no mundo privado, nas escolas, nos hospitais, nas empresas.

Por muita dor que cause é uma coisa boa.