Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Novo recorde no endividamento da economia

Coisa pouca. A dívida cresceu 1,7 mil milhões num só mês batendo o recorde dos recordes. E segundo a propaganda estamos a crescer muito na economia porque se não estivéssemos...

endiv.png

 O aumento da dívida do sector público tem sido constante. Face a Maio do ano passado, o agravamento do endividamento do Estado totalizou 11,6 mil milhões de euros. Em Março deste ano representava já 166,8% do PIB. Já a dívida pública, medida pela óptica de Maastricht, estava em Março nos 130,5% do PIB, como confirmou hoje o Eurostat

Mais um recorde da dívida

dívida não para de crescer o que é verdadeiramente notável tendo em vista que estamos muito melhor, a viver melhor, com a economia a crescer muito ( dizem...) e o défice a descer. Um caso sério de estudo, enfim, um "case study"...

Enquanto não se perceber que a economia está a correr para...2008, isto é, a produção bruta da riqueza nacional produzida em todo o ano de 2017 será igual à riqueza produzida em 2008 vamos continuar a ficar muito surpreendidos por a dívida crescer e bater sucessivos recordes.

Mas, é claro, que dizer isto só pode ser de um anti-patriota que quer mal à pátria e que faz "copy & past" de más notícias quando a ordem é meter a cabeça nas boas.  

Trata-se de uma forte subida de 5 mil milhões de euros face a Março, para um valor que supera o anterior recorde, fixado em Fevereiro de 2015 nos 720,4 mil milhões de euros.

Este recorde fixado em Abril surge contra a tendência de desalavancagem da economia portuguesa, que estava a ganhar particular relevo no sector privado, ou seja, entre as empresas e as famílias.

endividamento.png

 A ver se percebemos : reduzimos a despesa, aumentamos a receita, diminuímos o défice e pedimos mais dinheiro emprestado. É lógico, não é ? É como morrer afogado numa bacia de água.

A propaganda tem limites - a dívida mais elevada de sempre

Como é que a economia cresce, o défice baixa e a dívida publica continua a aumentar ? Cá em casa também já fizemos assim . O rendimento familiar não cresceu mas aumentamos as despesas e até fomos de férias mais tempo que o habitual. Fomos pagando com o cartão do descoberto bancário. Já em casa recebemos uma carta do banco avisando que o saldo estava esgotado . Isto é, a dívida ao banco tinha aumentado.

A diferença com o estado é que cá em casa tivemos mesmo que cortar despesa, e eu arranjei um segundo emprego.Conseguimos pagar o descoberto bancário garantido com a casa de família.

Com o estado paga o contribuinte mais tarde ou mais cedo. E o circo que está montado é este. Quem paga ? Paga a dívida que vai ser paga por todos nós no futuro.

E anda o governo a fazer de conta que as agências de rating estão quase a elevar a notação da dívida para o nível investimento.

divida-01.png