Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

A culpa é do imperialismo

VLADIMIR Putin: "quando um africano se torna rico, suas contas bancárias estão na Suíça. Ele está se cuidando na França. Ele está investindo na Alemanha. Ele compra em Dubai. Ele consome comida chinesa. Ele reza em Roma ou Meca. Seus filhos estão estudando na Europa. Seu turismo é realizado no Canadá, EUA, França. Se ele morrer, ele quer ser enterrado na África, na pátria. África é apenas um cemitério para os africanos. Como desenvolver um cemitério?"

Há uma versão muito nossa dos papéis do Panamá

Papéis do Panamá :  1,5 mil milhões de euros. Este será o valor de que terão beneficiado os amigos de Vladmir Putin a partir do esquema de corrupção revelado pelos “Panama Papers”. Apesar de o nome do presidente russo não aparecer nos registos divulgados, os dados revelam o enriquecimento ilícito de várias pessoas próximas de Putin.

É o caso de Sergei Roldugin, responsável por apresentar ao presidente russo a sua mulher, Lyudmila, além de ser o padrinho da sua filha mais velha, Maria.

Esta narrativa é em tudo semelhante à narrativa que Sócrates sustenta para explicar os seus gastos faustosos. Bem dizia o meu saudoso pai . Quem tem amigos não morre na prisão.

Putin joga nos limites da democracia

E nesse campo é pouco menos que invencível . É um político a sério que tem pela frente burocratas e funcionários no remanso de Bruxelas. UE e US apertam o cerco económico à Rússia o que por muitos é visto como um autêntico tiro no pé tendo em vista as conexões existentes entre as duas partes em conflito. Pressionam na transferência de tecnologia no petróleo mas aliviam no gás de que a UE tanto depende. O abate do avião comercial venceu as indecisões dos europeus que agora se juntam aos americanos. Entretanto a Rússia já anexou os territórios que lhe interessavam e agora pode dar-se ao luxo de ceder em futuras conversações, no que é acessório.

A extrema direita apoia Putin

Não chega a ser uma surpresa . A Frente Nacional Francesa não é o único partido a declarar apoio ao Presidente russo, Vladimir Putin, outros dirigentes da extrema-direita europeia o têm feito. Entre eles o líder do partido austríaco de extrema-direita, Partido da Liberdade (FPÖ), Heinz Christian Strache, que em abril identificou Putin como "um puro democrata, mas com um estilo autoritário." A alternativa à União Europeia é esta . Na extrema esquerda também há muita melancolia e saudade.