Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

A Espanha compra e a China vende produtos falsos

O governo chinês diz que o governo espanhol comprou produtos a uma empresa chinesa que não consta da lista de empresas aprovadas. Os produtos para usar na detecção do coronavírus dão uma larga margem de resultados falsos.

Quer dizer o governo espanhol, burro ( se não houver por ali umas comissões) compra sem se certificar que a empresas chinesa é certificada ( então em produtos hospitalares é impensável) e o governo chinês deixa que uma empresa não certificada exporte.

Estão bem um para o outro.

E depois querem que se acredite nos números que o governo chinês anda por aí a vender. São tão bons que até já andam a ajudar a pobre da União Europeia que é conhecida por ter excesso de regulamentação no que à qualidade diz respeito.

Mas pronto a gente acredita que a China não escondeu que conhecia a existência do vírus desde Novembro.

Uma das ilações a retirar de tudo isto é que o Ocidente tem que arrepiar caminho na ganância de produzir a baixo custo produtos essenciais na sua cadeia de produção. Por uma questão de que " o barato pode ficar muito caro" e também por uma questão de ética. Estamos a ajudar a China a explorar o dumping social que pratica sem pudor.

É feio tirar partido de quem não pode defender-se por viver na miséria e num país que tem um governo ditatorial.