Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

O partido das paredes de vidro acusado de perseguir militantes

Por opinião. Militantes que não concordam com o apoio que o PCP deu ao governo PS estão a ser expulsos do partido. Segundo as notícias há dezenas de militantes que se manifestam contra o que apelidam de desvio "burguês" ao Marxismo-Leninismo.

O PCP está hoje reunido para apreciar esta questão que está longe de ser fácil. O PCP anda há tempo a afastar-se da governação do governo PS mas não chega. Afastando-se, os comunistas deixam espaço livre para o BE se encostar ao PS . Mas PS e BE não chegam à maioria parlamentar . A direcção do PCP será acusada de abrir caminho a uma solução PS com apoio PSD ou menos credível, a uma solução PS, BE e CDS.

Crescem as demissões e aponta-se o horizonte eleitoral europeu negro que a verificar-se acentuará a queda do partido nas anteriores eleições autárquicas . Exige-se um novo secretário-geral de uma geração mais nova. Jerónimo de Sousa aponta toda esta convulsão como uma perseguição ao partido.

A factura de ter salvo a pele a António Costa é bastante pesada.

A geringonça está a destruir o PCP

Já há uma acção em tribunal porque o PC despediu um camarada por ter uma opinião contrária ao apoio que o partido dá ao actual governo. E um dos mais conhecidos deputados saiu da Assembleia da República por estar, segundo ele, a atraiçoar a sua classe social de origem. E há um movimento que se adivinha que resiste nas caixas de comentários das redes sociais.

Comunistas que não aceitam aquilo que consideram um desvio da linha justa - o marxismo-leninismo .

Com a ameaça de o partido poder estar perante uma grave fractura interna será dificil a António Costa tornar a poder contar com o apoio dos comunistas . E a ser assim só o apoio do Bloco de Esquerda não chega. E mesmo no BE há quem saia do partido por desvios burgueses, veja-se o caso do irmão e irmã de Louçã.

Este é um momento de capitulação do PCP, há um debate " entre os verdadeiros comunistas" e a actual direcção . Existem dois partidos dentro do PC que nunca poderão conciliar-se. O partido marxista-leninista e o social democrata. Neste momento a camarilha social democrata está a expulsar com sucesso os verdadeiros comunistas .É a anatomia de uma derrota histórica.

O partido das paredes de vidro vai vender muito cara a aproximação ao PS. E António Costa estará em condições de aceitar as exigências dos "verdadeiros comunistas" ?

A vitória do PS poderá ser cada vez mais "poucochinha" .

PCP : É-se funcionário enquanto o partido quiser

E um patrão pode dizer que " é-se trabalhador da empresa enquanto a administração quiser ?"

O PCP diz todos os dias que não, que a empresa tem que cumprir a Lei Laboral mas vem dizer agora que "a Lei laboral não está acima das normas internas do partido" . E esta , hem ?

Corre no tribunal uma acção de um ex- funcionário do PCP que foi despedido por não estar de acordo com a formação da " geringonça". Despedido ! E esta, hem ?

Numa palavra, o PCP está acima da Lei Laboral que se aplica a todas as empresas ou organizações sejam elas comerciais, sociais ou políticas em que exista um vínculo laboral .

Esta podia lembrar a todos menos ao Partido Comunista Português . Digo eu...

O PCP exige que o Estado faça na saúde privada o que fez no SNS

Requisição civil da saúde privada, já ! é esta a exigência que os comunistas fazem a António Costa .

Não só a requisição civil tem circunstâncias obrigatórias para ser requerida como não se percebe que, estando o SNS no estado calamitoso em que se encontra por culpa das cativações do governo ( como  afirma o PCP) se vá entregar nas mãos do autor do desastre anunciado a parte do sistema que ainda funciona.

Mas para os comunistas portugueses o racional não é para aqui chamado. Interessa a ideologia mesmo que os doentes morram em listas de espera . Faça-se pois, na saúde privada, o que se está a fazer na saúde pública.

Acabe-se com ela .

 

O cuco comunista

O PCP chama "cuco" ao BE porque este está sempre, nas horas certas, a apoiar o imperialismo. Mete a cabecinha de fora e... cucu .

"Em matéria de política internacional, o BE parece um relógio suíço. Com uma pontualidade de fazer inveja a qualquer passaroco profissional, desses que saem de caixas coloridas em formato de casinha, com telhados e tudo, aí aparecem eles, sempre a colocar-se ao lado dos interesses do imperialismo”, lê-se em artigo de opinião de um dirigente comunista na edição de hoje do jornal “Avante!”.

Já o PCP é cuco nos contratos das câmaras controladas por militantes seus. Adjudica milhões sem concurso . Sempre na hora certa .

"Há uma rede vermelha de adjudicações entre empresas ligadas ao Partido Comunista Português e municípios controlados pelo partido. Vinte e três autarquias e seis outras entidades públicas lideradas pela CDU adjudicaram, desde 2009, contratos de mais de 2 milhões de euros a cinco empresas geridas por militantes do PCP. A maioria destes contratos são por ajuste direto e referem-se a serviços diversos que vão desde a mediação de seguros a assessoria de comunicação."

Ora, porra, e nós a pensar que era só no alojamento local que o cuco comunista fazia das suas.

cuco.jpg

 

 

Ninguém atacou o PCP acho eu

O PCP atacou a TVI por esta ter  revelado que o genro de Jerónimo de Sousa beneficiou de vários contratos de serviços junto da Câmara de Loures presidido por outro comunista, Bernardino Soares.

Contratar directamente ( sem concurso) tem regras e pessoalmente estou mesmo convicto que as regras foram cumpridas. Mas não é isso que está em discussão. O que se discute é que quem contrata e quem é contratado tem relações amigáveis e até mesmo familiares e mais que provável, partidárias.  E aqui entra a igualdade de oportunidade tão cara aos comunistas.

É, claro, que o genro do secretário geral foi contratado por ser quem é. Pelo menos tem sido sempre esta a interpretação quando há casos semelhantes  nos partidos que exercem o poder. Não podemos dizer que a filha ou a mulher de um governante socialista está no governo por ser quem é e, ali em Loures, um comunista contrata outro e perante a verdade grita-se "aqui de el-rei que há uma campanha anti comunista".

O comunicado do PCP é bastante ridículo vitimizando-se daquela forma tão cínica.

O apoio do PCP e do BE está a revelar-se demasiado caro

O ministro da Educação diz que não é possível ceder às exigências dos professores. A ministra da Saúde diz que não é possível dar o que os enfermeiros exigem. E tudo isto apesar de a dívida ter crescido em valor absoluto e a carga fiscal ser a maior de sempre.

Agora que o crescimento da economia está a derrapar o governo vai arranjar receita como ? Continuar a aumentar a dívida ? Aumentar os impostos ? Degradar ainda mais o Serviço Nacional de Saúde ? Continuar a cortar no investimento público ?

António Costa está a pagar caro o apoio ao governo do PCP e do BE . As reversões e as devoluções de salários e pensões foram longe de mais . São justas ? São, mas o governo e o PCP e o BE sabem muito bem que a produção de riqueza ( PIB ) está hoje ao nível de 2011. Não chega como não foi suficiente durante a crise. Aumentar a despesa pública à custa do aumento de impostos e da dívida já levou o país para a mesma situação em que estamos hoje.

De tanga .

Ganda maduro o PCP saúda-te !

Em nome do povo português mesma daquele que teve que fugir da Venezuela.

Em nome do Partido Comunista Português, envio-lhe as calorosas saudações por ocasião da sua tomada de posse como Presidente da República Bolivariana da Venezuela para o mandato de 2019-2025, em conformidade com a vontade do povo venezuelano expressa nos resultados da eleição presidencial de 20 de Maio último e a ordem constitucional venezuelana.

Face à agressividade das campanhas de desinformação, guerra de desestabilização e perigosas ameaças de escalada intervencionista do imperialismo e seus servidores, é de crucial importância expressar a solidariedade para com a defesa da soberania e independência nacional da República Bolivariana da Venezuela e o direito inalienável do povo venezuelano a determinar o seu caminho de desenvolvimento livre de ingerências e ameaças externas.

Convicto de expressar os sentimentos de amizade do povo português para com o povo venezuelano, reafirmo a firme solidariedade dos comunistas portugueses para com a resistência e luta do povo venezuelano para vencer as dificuldades e desafios actuais e prosseguir o caminho libertador aberto pela Revolução bolivariana.»

Tratar de forma igual o que é igual tratar de modo diferente o que é diferente

Pela mão do PCP e do BE voltamos ao velho principio comunista de tratar de forma igual o que é diferente. Perdem os pobres .

A tentação de querer dar tudo a todos ou, pelo menos, tudo igual para todos, representa um retrocesso em políticas sociais que se querem sensatas, sustentáveis e focadas no que é realmente importante: concentrar recursos em quem, de facto, deles necessita.

Claro que a aplicação do princípio “tratar de forma igual o que é igual e de forma diferente o que é diferente” contraria o romantismo do sonho comunista do imperativo social e igualitário sobre o indivíduo e a sua circunstância. E, sobretudo, representa uma visão diferente do que deve ser o papel do Estado na sociedade e no combate às desigualdades e assimetrias.

Só se PCP e BE se converterem à Nato e à União Europeia

Os dois partidos da esquerda parlamentar para entrar no governo teriam que se converter à NATO, à União Europeia e ao Euro.

"Colocar-se-ia a questão de saber se o PCP poderia ter a pasta da Defesa Nacional ou se o Bloco de Esquerda podia ter o lugar de ministro dos Negócios Estrangeiros. Isso implicava da parte desses partidos um compromisso que não existe neste momento. Mas a vida é assim, todos podem mudar",

Poder, podem, mas não é o caso.