Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Não há corpos no Panteão mas há responsáveis

António Costa diz que o jantar de encerramento da Web Swmmit no Panteão Nacional foi indigno. O que não diz é que a autorização foi concedida por um membro do seu governo . Como é que o jantar é indigno e a autorização não é culpa do seu governo ?

Mais um passa culpa "à Costa ". Este governo trouxe a Lisboa a Web Swmmit e tudo o que de bom aconteceu já o que de mal aconteceu é culpa do governo anterior. Não é preciso fazer desenho nenhum.

A responsável pelo monumento diz que tudo foi feito segundo as regras e segundo a autorização concedida por quem de direito ( autorização com data de 2017) como não podia deixar de ser.

Mas socialistas, comunistas e bloquista estão possessos "não se pode mercantilizar os monumentos nacionais" . Nem é preciso ir muito longe para surgir a pergunta : então  os casamentos nos Jerónimos ?  E o restaurante no Museu Nacional de Arte Antiga ? ( ir para o museu logo de manhã, almoçar no seu belo jardim e continuar a visita de tarde ) E a venda de recordações ? E as fotografias ?

Como bem nos ensina o BE, tudo isto não passa de indigna comercialização há que arrancar tudo pela raiz e colocar os contribuintes a pagar. Já no orçamento para 2018.

Mas o pobre do Tuga vai a outros países bem mais ricos e janta em belos castelos ( bem conservados ao contrário dos nossos que caiem de velhice e de falta de manutenção), ouve e vê belos espectáculos em mosteiros com igrejas que guardam túmulos milenares (com corpos) e os cemitérios adjacentes ( seculares) são belos jardins por onde se passeiam os visitantes.

A culpa não é deste governo e muito menos de António Costa, podia lá ser ? Não apertem muito com o primeiro ministro que ele ainda dá de frosques e vai de férias.

O jantar de ontem no Panteão é culpa do anterior governo diz o Costa...

Sandra Clemente
3 h ·
FT
·
 

Eu, que não reprovo jantares no Panteão, reprovo a atitude sem vergonha de António Costa que governa como se fossemos burros a quem se atira palha. Exatamente assim. Isto estupidifica-nos, se deixarmos. A “lei” que permitiu o jantar é do anterior governo, diz o PM, que viu o jantar acontecer e ser autorizado durante o seu. Pode ser contra ou a favor, mas que o assuma e às responsabilidades que tem em concretizar aquilo que assume. E tire consequências da indignação que mostrou. A atitude de Costa seguiu o padrão que usa: foi assim com o brutal aumento de impostos que achou inútil, mas com que não acabou, com a destruição dos transportes que alardeou, mas que piorou, já apareceram e aparecerão outras. Teve até Cabrita, cem vezes governante, a dizer que a situação da floresta era culpa do Salazar. Parece que há empregos que consistem em ganhar um salário, gerir a situação e culpar os outros pelo que acontecer, embora tenhamos o poder de mudar. E em que a parte mais trabalhosa consiste em reagir (é diferente de ouvir) às redes sociais. Só por causa desta última coisa ponho aqui este artigo do Ganesh, que, já no fim, toca nisto brilhantemente. É preocupante e, repito, estupidificante