Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Portugal Europeu, a nova nação espacial

Portugal fora da União Europeia ficaria entregue à sua pequenez, pobre em recursos e em dimensão territorial e populacional. Afastado dos grandes projectos científicos internacionais . "O presidente da FCT, Paulo Ferrão, que acompanhou o ministro na deslocação à Suíça, explicou que "vai ser estudada a viabilidade da criação da agência", projeto que "está dependente de vários acontecimentos", como a criação do AIR Center, o grande centro de investigação internacional projetado para os Açores (no Aeroporto Internacional das Lajes, na Terceira, ou em Santa Maria), que inclui a construção de uma base espacial para o lançamento "low cost" de microssatélites.

A base espacial nos Açores vai incluir ainda a produção de satélites, propulsores e lançadores (foguetões); uma incubadora de empresas; o desenvolvimento de tecnologias e experiências para a Estação Espacial Internacional (ISS); a demonstração de voos espaciais tripulados; uma pista para um avião espacial orbital; e centros de rastreio e estações de tratamento de dados de satélites para servir toda a região do oceano Atlântico."

Percebe-se bem porque é que PC e BE querem o país fora da União Europeia. Um país pobre, sozinho , fácil vítima da vulgata comunista .

Os países nórdicos precisam da Europa

A Finlândia tem as matérias primas bem como a Noruega. A Suécia tem a tecnologia e a indústria. A Dinamarca vende aos Noruegueses ( que só têm petróleo) mas que são só 5,5 milhões. Todos os países nórdicos precisam dos 500 milhões de pessoas do mercado europeu para manterem o seu nível de vida com salários mínimos acima dos 2 000 euros.

A Alemanha procura engenheiros portugueses e precisa de 100 000. A França está ferida no seu orgulho e precisa de sair urgentemente dos braços da Martine Le Pen. A Itália precisa de ter mais gente a trabalhar e menos a viver do estado social. E a Espanha precisa de mais emprego porque há mais de uma década que tem uma taxa de desemprego acima de 20% . Na sua maioria, os restantes, precisam de sair da miséria como é o caso de Portugal com o salário mínimo abaixo dos 500 euros. Todos precisam uns dos outros mas para isso é necessário esbater os nacionalismos. Todos precisamos de mais e melhor Europa! E a Europa, no seu conjunto, precisa da imigração para renovar a demografia.

PS : ouvido agora na SICN numa conversa com um português, um dinamarquês, um espanhol, um italiano e um alemão