Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Oh ! Catarina, o estado não dá lucro.

Ai Catarina, ai Marisa, as meninas têm que rever esses conceitos.

Aprenda de uma vez que o Estado não é rico porque a riqueza é roubada ao cidadão que a produz. Que enquanto a empresa quanto maior for o lucro mais prospera e cresce, porque resulta de uma mais valia, o Estado quanto mais cresce maior é o confisco, maior é a asfixia económica e  menos prospera.   É um parasita que sem o confisco ao contribuinte não sobreviveria nem um dia.  Enquanto a empresa vive da aquisição voluntária dos seus produtos ou serviços pelo cliente, o Estado vive de roubo que destrói e mata toda a economia, ou seja, seus “clientes”. Exactamente o inverso das empresas.

Se houvesse realmente grandes  excedentes nas contas do Estado isso só  significaria que se estava a cobrar mais impostos do que os necessários.  E aí a redução da carga fiscal teria de ser ponderada. Porquê? Porque receita de impostos não é lucro.

Onde se queimam livros acaba-se queimando pessoas

E se eu quiser comprar um livro cor-de-rosa para as minhas netas ? E, já agora, onde está o Index deste governo ? Ou quais os livros que a agora famosa Comissão para a Cidadania e Igualdade do Género reprova de entre os que divulgam a ideologia dual promovida por correntes muçulmanas ?

E onde estão todos aqueles que lutaram pela liberdade de expressão, que viram os seus próprios livros censurados pela Ditadura e que ficam agora silenciosos perante este tipo de atitudes neopurificadoras e submissas às neotiranias de pseudosuperioridade ideológica ?

PS : João Duque - Expresso

 

As meninas do BE já mostram do que são feitas

Querem um pedido de desculpas porque o Prof Pedro Arroja lhes chamou "esganiçadas" . Para quem chama tudo a todos não está mal.

Não ocorreu às meninas que a liberdade de expressão é bem mais importante do que as suas frases feitas agora empoladas pela importância das funções que ocupam. A primeira ideia foi calar uma boca porque lhes foi antipática. São assim e vão ser sempre assim. Usam a liberdade da Democracia que tanto odeiam para  a usarem em proveito próprio. "Esganiçadas" é para as meninas um crime de lesa pátria. Não menos do que isto : “É de relembrar que a desigualdade de género mata. Mais de quarenta mulheres são assassinadas pelo seu companheiro e ex-companheiro todos os anos em Portugal, um flagelo que não merece qualquer complacência ou aparente inocência em comentários públicos”, justifica a carta, que foi publicada na página Esquerda.net.

O que mata, e muito, é o ridículo. E as ditaduras também matam muito .