Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Uma Europa de transferências dos mais ricos para os mais pobres

Tal como Macron preconiza, foi agora a vez da Alemanha pela voz de Merkel e Schauble, admitir que na União Europeia é preciso que os países mais ricos ajudem os mais pobres. Fica implícito que é necessário que os países pobres façam o trabalho de casa.

"Não é que os alemães sejam melhores. Significa que a França também pode fazê-lo," insistiu Merkel, utilizando a mesma expressão que o seu ministro das Finanças, defendendo ainda a existência de um orçamento separado para a Zona Euro que possa ajudar a suportar o esforço despendido nas reformas económicas necessárias.
"Podemos financiar mais do que actualmente fazemos para ajudar temporariamente estes países. (…) Falarei com [Emmanuel] Macron sobre como podemos reforçar a Zona Euro e desenvolver reformas com um impacto rápido no mercado de trabalho," acrescentou. 

França e Alemanha estavam ao mesmo nível antes do ex-primeiro ministro Alemão Schroeber ter lançado as bases do actual mercado de trabalho.

Schäuble disse ainda que para que a Europa seja mais forte será necessário reforçar primeiro cada um dos países – como França, Itália e Alemanha – individualmente. Os mais ricos .

No quadro da União Europeia e da Zona Euro há horizontes amplos, viáveis e de futuro.