Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

A Guerra do Iraque

IRAQUE, A GUERRA «FAVORITA» DOS VIRA-CASACAS LUSITANOS

por Alfredo Barroso (Notas) em Segunda, 10 de Junho de 2013 às 01:59

 

1.Halliburton Co., o poderoso grupo empresarial liderado por Dick Cheney, que foi Vice-Presidente dos EUA durante os dois mandatos de George W. Bush, ganhou nos últimos 10 anos, graças à guerra no Iraque, cerca de 40 mil milhões de dólares, beneficiando de contratos que foram atribuídos a empresas do grupo sem quaisquer concursos públicos.
O total dos contratos estabelecidos pelo governo federal com empresas privadas, beneficiando de fundos públicos pagos pelos contribuintes americanos, eleva-se, no mesmo período, a cerca de 138 mil milhões de dólares, abrangendo o fornecimento de serviços de segurança privados, construção de infra-estruturas civis e militares e apoios logísticos de todo o tipo às tropas norte-americanas e às tropas iraquianas treinadas pelos invasores.
Segundo a Comissão bipartidária do Congresso dos EUA constituída para analisar e fiscalizar os contratos estabelecidos durante as guerras no Iraque e no Afeganistão, é muito provável que o nível da corrupção envolvida nos contratos de Defesa ascenda a 60 mil milhões de dólares. Mas, apesar das promessas do actual Presidente, Barak Obama, os contratos atribuídos sem concurso público aumentaram 9 % em 2012. Já nenhum presidente dos EUA se atreve a enfrentar o poderoso «complexo militar-industrial» denunciado pelo presidente Dwight Eisenhower (republicano) no discurso proferido no final do seu segundo mandato, em 1961.
Entretanto, um estudo do Watson Institute for International Studies da Universidade de Brown – «Costs of War Project» – diz que só os custos directos da guerra no Iraque ascendem a 1,7 triliões de dólares e os custos indirectos rondam os 490 mil milhões.