Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Os funcionários do ministério da verdade

Ricardo Araújo Pereira já ridiculizou o processo das menin@s e dos menin@s

Não são os primeiros - nem serão os últimos - a querer impor-nos um pensamento único e politicamente correto e a subserviência ao sacrossanto Estado, que tudo controla e tributa e sobre todos dispõe, em nome de todas as "boas razões". Um Estado cada vez mais de causas, lesto a reagir de cada vez que o "manual de boas práticas" é alegadamente violado, mas que falha de forma grosseira na hora de proteger as pessoas, seja ao nível da prevenção, seja quando ocorrem catástrofes.

 Dia após dia, o pensamento único e politicamente correto é-nos servido como a nova verdade absoluta, saída de um laboratório sociologicamente certificado e produzida por mentes devidamente formatadas pela leitura dos mesmos escritos e superiormente orientadas pelos mesmos mestres.

 

 

PCP e BE querem que os deputados sejam funcionários dos partidos.

O que acontece a um advogado com escritório próprio que seja deputado durante 4 ou 8 anos? Perdida a carteira de clientes resta-lhe ser funcionário do partido ou deputado para toda a vida.

Saberá o BE que já há mecanismos para que um Deputado declare que tem interesse numa matéria em votação?

Saberá o BE o que é a liberdade de escolha de profissão nas suas várias dimensões constitucionais?

Quer o BE (e de resto o PCP) que os Deputados e as Deputadas não tenham um percurso profissional que os valorize?

Quer o BE (e de resto o PCP) que os Deputados e as Deputadas sejam funcionários dos partidos políticos, sem mundo, sem vida, sem provas dadas?

Quer o BE (e de resto o PCP) fazer doutrina constitucional no sentido de ter por fundamento legítimo a restrições a direitos fundamentais (liberdade de escolha de profissão) a presunção de que os representantes do povo são perigosos corruptos se não forem forçados a não tirar os pés do Parlamento

Trata-se de restringir a liberdade de escolha dos cidadãos o que faz parte da ideologia comunista. Como restringir a liberdade de escolha da escola ou do hospital. Depois destas restrições outras viriam até à ditadura do estado sobre a sociedade.