Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Fechar escolas em associação melhor classificadas é uma vergonha

O interesse dos aunos devia ser o critério base para o estado financiar as escolas. Em vez disso fecha-as. O ranking ontem dado à luz mostra-o .  É o interesse dos sindicatos fortemente ideológico que prevalece. Fecham-se boas escolas e financiam-se más escolas. Eis ao que chegamos.

"É o que sempre dissemos. Todo este processo foi feito com leviandade pedagógica. O maior interesse da criança devia ser o colégio que tem melhores resultados. Tomar decisões sem ter em conta os resultados escolares é leviano”, reage Rodrigo Queiroz e Melo, diretor executivo da Associação de Estabelecimentos de Ensino Particular e Cooperativo (AEEP)."

“Os colégios com contrato de associação recebem alunos com as mesmas regras dos agrupamentos públicos”, justifica Rodrigo Queiroz e Melo, acrescentando que, na próxima semana, a AEEP “vai não só olhar para a posição no ranking geral mas também olhar localmente para a alternativa pública para os pais. Talvez ainda esteja pior nessa lista”

Fechar boas escolas sejam públicas sejam privadas é uma vergonha .

A letra e o espirito dos contratos a favor dos colégios privados

O ex-ministro da Educação e o ex-secretário de estado que negociaram e assinaram os contratos de associação com os colégios privados serão testemunhas em tribunal. Ninguém melhor que os autores dos contratos poderá testemunhar o seu âmbito e extensão. A sua letra e o seu espírito.

Há providências cautelares aceites o que determina a suspensão do despacho da actual secretária de estado. As acções judiciais principais estão a entrar em tribunal e o que estava bem vai transformar-se numa guerra absurda. Com indemnizações que serão de montante bem superior à pretensa poupança com a eliminação das turmas.

Entretanto o ministério adianta que a acção despachada favoravelmente pelo Tribunal de Braga é a primeira ( e única?) entre vinte, mas que os representantes dos colégios negam por não terem conhecimento de qualquer decisão em sentido contrário.

Fechar boas escolas desejadas pelos alunos não é, definitivamente, uma boa decisão.