Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Evo Morales um tipo decente que quis perpetuar-se

Subitamente os nossos queridos jornalistas sāo todos espertos na Bolivia, e especialistas em golpes, sejam de esquerda ou direita,
A Bolivia é um pais pobre, sem acesso ao mar, imenso e com pouca populaçāo,
O presidente Evo, foi o primeiro, em varias decadas, a ser reeleito, para tal mudou a constituição, uma vez, promoveu um referendo que perdeu, obteve uma decisāo judicial que retirou eficacia ao referendo que havia promovido, confuso nada disso é a America do Sul.
No final com a popularidade em baixo tentou a reeleiçāo, sabia que teria de ser eleito na primeira volta, a segunda perderia sempre, quando os votos correram mal, chapelada manhosa, tipo Maduro, granel total,
Isso faz do senhor um canalha ou um torcionario, falso,
O senhor foi um bom Presidente, o pais cresceu sempre nos seus mandatos, as pessoas vivem melhor ( viver melhor na Bolivia é viver mal segundo padrōes europeus), respeitou a lei, nāo perseguiu jornalistas, opositores, nem prendeu ou ilegalizou partidos politicos, quando nacionalizou compensou decentemente
Respeitou as instituições do seu pais, e nāo as colonizou com cubanos, as forças armadas nāo foram purgadas ou partidarizadas,
Recordo apenas que ninguém tocou, nos militares Bolivianos que capturaram e eliminaram o Camarada Che, que estāo vivos e recomendam- se.
No seu ocaso de erosāo de poder, cometeu o erro de querer perpetuar- se, os seus compatriotas, nāo gostaram protestaram, o seu governo tentou reprimir e a policia nāo acatou a ordem, e amotinou- se, a seguir o exercito fez o mesmo,
Nem o Senhor é um ditador, nem houve golpe, apenas tentativa desastrada de chapelada, e oposiçāo veemente das pessoas, coisa até civilizada por aqueles lados em que a malta é exaltada,
Portanto nada de excitaçōes, nem golpe nem deposiçāo de ditadores, apenas o fim triste de um politico muito decente,
Era de esquerda, seguramente, pessoa decente e correta, nem Santo, talvez Pecador, será recordado como um tipo muito decente, o que em certas zonas do planeta é extraordinário

Fraude eleitoral na Bolívia acusam movimentos da sociedade civil

As Forças Armadas Bolivianas vieram depois numa tentativa de esvaziar os protestos da sociedade civil. Não foi ao contrário. Evo Morales era o foco da contestação.

A Bolívia sofre uma grave crise desde a proclamação de Evo Morales como Presidente para um quarto mandato consecutivo nas eleições de 20 de outubro, uma vez que a oposição e os movimentos da sociedade civil alegam que houve fraude eleitoral.

Evo Morales renunciou ao cargo de Presidente da República da Bolívia no domingo, após quase 14 anos no poder, numa declaração transmitida pela televisão do país. Morales demitiu-se depois de os chefes das Forças Armadas e da polícia da Bolívia terem exigido que abandonasse o cargo

Na América Latina quem chega ao poder não quer largar o osso.