Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Para ter bons resultados é preciso seleccionar os professores não os alunos

É o caso aqui relatado da escola com contrato em associação de Arruda dos Vinhos. Num ambiente social e económico longe dos melhores, assim mesmo , anda nos lugares cimeiros do ranking . Terá a natureza garantido uma selecção natural entre os alunos locais ? É que havendo só uma escola na localidade não é possível fazer selecção de alunos. Entram todos sejam ricos ou pobres e não consta que os pais sejam doutorados . No concelho próximo de Oeiras há mais ricos, mais doutorados e menos resultados .

O estado já tentou estragar mandando construir uma escola pública que câmara e famílias impediram. É que a escola em associação além de ter resultados acima da média é bem mais barata que as escolas públicas.

O caso do Externato de Arruda mostra que, sem selecionar alunos, é possível ter bons resultados. O que se calhar não é possível, é tê-los sem selecionar professores. Como o Externato recebe menos do Estado que as escolas do Estado e, nesse bolo, ainda tem que pagar TSU, é relativamente óbvio que os professores do Externato terão que receber menos que os seus colegas do Estado, se viverem apenas daquilo que o contrato de associação permite. A lógica económica diz-nos que os melhores professores seriam então aqueles que estão no Estado porque podem ganhar mais. Mas os resultados dizem o contrário, que os bons professores são os que estão no Externato de Arruda. A resposta terá de vir de onde metemos menos dinheiro e apresenta melhores resultados. Os professores do Estado não estão à altura dos professores do Externato de Arruda, apesar de ganharem mais.

arruda dos vinhos.jpg