Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Só a União Europeia ajuda os refugiados o resto é a treta do costume

Há muita conversa a lamentar os refugiados mas quem no terreno ajuda mesmo os refugiados é a União Europeia.

Desde agosto, foram transferidos para o continente mais de 32.000 requerentes de asilo e refugiados, com apoio da Agência das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), financiamento europeu ou recorrendo a meios próprios.

Foram atribuídos à Grécia para apoiar a gestão das migrações, situação humanitária e fronteiras externas 1,6 mil milhões de euros para o período 2014-2020, através de vários fundos e programas, 605 milhões do quais canalizados diretamente para parceiros humanitários.

Barcos com a bandeira nacional, fronteiras abertas sem controlo mais o BE e a treta do costume

Dignidade - precisar de ajuda humanitária

A Grécia desceu um degrau. Negociava de igual para igual com os outros países agora está de mão estendida à espera de uma acção de assistencialismo que a extrema esquerda tanto odeia  . Para já a Grécia precisa de uma acção de ajuda humanitária. Passou a ser "um sem abrigo".

Os partidos de extrema direita esfregam as mãos. Conseguiram sem mexer uma palha o que tanto anseiam. Empurrar a Grécia para fora do Euro. Depois logo se vê quem vai a seguir.

Não vai ser bonito de ver, mesmo se houver uma “ajuda humanitária de emergência”, o que já foi sugerido mas colocará a Grécia na posição de ser tratada como o Haiti ou a Indonésia depois de uma catástrofe natural. Com uma diferença: as feridas, neste caso, foram auto-infligidas.

Parabéns Tsipras. Parabéns Le Pen. Ou seja, mesmo que involuntariamente, o Syriza é hoje um cavalo-de-Tróia de Le Pen e demais líderes da direita eurocéptica na sua guerra contra a União Europeia e a “ditadura de Bruxelas”. 

Tudo com o aplauso da extrema esquerda. Como diz uma excitada Isabel Moreira : Varoufakis é sexy, porra!