Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

O 25 de Abril deu-nos a liberdade o 25 de Novembro a legitimidade

Sem o chamado "Grupo dos Nove " não viveríamos em democracia . É, pois, preciso não esquecer esses homens que não vergaram, não deixaram afundar a democracia ainda imberbe . E, se é verdade, que o 25 de Abril nos deu a liberdade foi o 25 de Novembro que nos deu a legitimidade, através de 40 anos de eleições livres e democráticas. 

Vasco Lourenço, Sousa e Castro, Pezarat Correia, Franco Charais, Vitor Crespo, Vitor Alves, Canto e Castro, Costa Neves e Melo Antunes .

A obra pública essencial está de volta

Quem alguma vez pensou que, por uns tempos, o investimento seria carreado para a produção de bens essenciais, bem pode tirar o cavalinho da chuva. Um elevador externo à ponte 25 de Abril já está aprovado. Com 70 metros de altura e lá dentro uma exposição.

É bem de ver que tal obra é fundamental para as nossas vidas e para o enriquecimento de Lisboa.  Então, não é verdade, que basta viajar de comboio na ponte, uma vez para cá e outra vez para lá para se ver tudo o que o elevador nos vai mostrar? Ou mesmo de carro se não for a guiar . Vê-se tudinho . Então do Castelo e dos diversos jardins panorâmicos sobre Lisboa nem se fala.                                                                                                          

Mas também é claro que sem obras públicas fundamentais para a nossa felicidade ninguém goza nada . E já viram o contributo para a taxa do emprego ? Olha, pode ser a solução para o pessoal da construção civil que está a abandonar Angola cheia de petróleo mas que não paga salários. E que deixou de ter dinheiro para pagar a importação de bens essenciais.

Países irmãos na obra pública e no desemprego.

Após 40 anos o povo apoia unânimemente o 25 de Abril

Que não hajam dúvidas nem tentações. O povo português rejeita absolutamente o Estado Novo que caiu com o golpe de 25 de Abril de 1974. E viva o 25 de Abril! Se alguma coisa resulta deste estudo, feito pela segunda vez em dez anos (houve um outro em 2004), é isso mesmo: os portugueses rejeitam o passado ditatorial e consideram o 25 de Abril o acontecimento mais importante da sua História, entre todos os outros.