Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Sem perdão

Assim estamos mais descansados embora não muito, porque o que se diz hoje amanhã pode não ser a mesma coisa.  "A posição do PS é clara, transparente e límpida: Defende uma renegociação da dívida e não defende em circunstância alguma um corte ou um perdão de dívida", respondeu o dirigente do PS. Eurico Brilhante Dias especificou que o PS "defende a renegociação da dívida", designadamente ao nível de "maturidades, juros e eventuais moratórias". "O PS não defende um 'hair cut' nem um perdão de dívida", frisou. Como sempre foi evidente pedir  o perdão da dívida não teria perdão.