Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

São filhos de si mesmos

Depois dos incêndios, das mortes, do Pinhal de Leiria ter praticamente desaparecido e da maior reforma da floresta desde D. Dinis, o ministro Capoulas saca da cartola mais uma empresa pública .

Uma farturinha de boys e girls socialistas bem pagos e a perceberem tanto de floresta como eu de lagares de azeite.

O secretário de Estado do Fisco, como não conhece sequer a velha máxima da gestão : muda o  que está mal, deixa estar o que está bem e tem o bom senso de destrinçar o bem do mal, está a carregar de mais burocracia os profissionais a recibos verdes.

Até aqui o Estado assumia que estes profissionais descontavam para o IRS 20% do que facturavam. Sem papéis, sem burocracias. Agora vão ter que juntar os papéis que justifiquem as despesas que fizeram na sua actividade. E como é fácil de classificar as despesas inerentes à sua actividade e as inerentes à sua vida pessoal vai ser um fartote de correrias para as repartições de finanças.

Mais um pretexto para os sindicatos exigirem mais pessoal e mais horas extras.

Nos idos dos anos 70, um gestor foi nomeado para encerrar duas grandes empresas públicas em falência. Passado um tempo o gestor tinha criado uma empresa com tanto pessoal como as que queria encerrar. Perguntado, respondeu que essa era a melhor forma de manter o emprego. Afinal quem é que se atrevia a encerrar empresas com muita gente e com o vencimento certo do Estado ?

E cá vamos cantando e rindo com estas lúcidas cabeças a prosseguirem com eficácia a sua função. Engordar o monstro.

São filhos de uma bruxa são filhos de si mesmos

2 comentários

Comentar post