Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Ricardo Salgado avisa que não há almoços grátis

Ricardo Salgado não está preso porque apresentou uma caução de três milhões de euros. E sabe-se hoje que uma das suas empresas funcionava como um saco azul  por onde passaram trezentos milhões para pagar favores. As cartas de Salgado são públicos avisos que não cairá sozinho. Para se ser "dono disto tudo" é preciso beneficiar de cumplicidades e de comprar favores.

As cartas de Salgado enervam políticos e gestores que falam por ele.  Se ninguém recebeu também ninguém pagou ora essa.

A ideia é mostrar que receber comissões da compra de submarinos é normal. Mesmo que sejam 30 milhões é normal . E que a Caixa Geral de Depósitos (banco do estado) não financie tal negócio também é normal.

E a falência do grupo ficou a dever-se à falta de apoio do estado que, anteriormente, era normal prestar. Tivesse o estado feito o que devia, como sempre , e nada disto tinha acontecido.

A táctica é a mesma de quem está impedido de escrever cartas e de dar entrevistas. É preciso lembrar, manter a pressão, não deixar cair no esquecimento público. Os destinatários, alguns mesmo involuntariamente, fazem o serviço.  É a chantagem de Salgado. Se ele quiser sabe-se tudo. 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.