Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Reflectir no Alqueva

Dia de reflexão, fui para o Alqueva . De Lisboa à barragem um caminho com olivais e vinhas a perder de vista. Quem se lembra do Alentejo abandonado ?

É impressionante os tons de verde que pintam o Alentejo, novos produtos a cruzarem-se com o sequeiro onde pasta o gado.

Lá fiz o passeio de barco seguido de um almoço onde esteve arredada a gastronomia alentejana trocada por um banal bacalhau e um ainda mais banal arroz de  pato. O vinho era do melhor ali de Reguengos e não havia dúvidas que os milhares pés de vinha estão bem à vista.

Depois Monsaraz, altaneira, bem conservada com uma vista sobre o Guadiana de cortar a respiração.

Na volta, tocados pelo tinto lá viemos a discutir as eleições . Numa coisa estivemos de acordo, se ganha foi porque teve mais votos, nada a dizer, entre as risadas à vista do "cromanhon" fálico que segundo uma colega e amiga servia para atrair a energia solar. Cada um (a) chama-lhe o que quiser, mas energia mesmo era a necessária para transportar o monstro para o lugar e pô-lo de pé. Coisa que ainda hoje não é para todos.

 

2 comentários

Comentar post