Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Pior do que as fragilidades de Santana Lopes é não as reconhecer

Pior do que as fragilidades de Santana Lopes é não as reconhecer. Pelos vistos, quem diz que Santana venceu o debate acha que este provou que o seu governo não tinha feito trapalhadas nenhumas, que Jorge Sampaio foi um malandro em ter corrido com ele e que Sócrates conquistou uma maioria absoluta por obra e graça do Espírito Santo. Esses analistas também valorizaram aquela jogada de fino recorte ético que foi Santana ter falado de uma entrevista de Rio um mês depois de aquele ter sido nomeado primeiro-ministro, logo, e por definição, antes das trapalhadas e em que, claro está, Rio teria elogiado o companheiro de partido

A assuntos como o gigantesco problema que temos com a justiça e com o funcionamento do Ministério Público e à forma como Rui Rio, de forma corajosa e impopular, o abordou não foi dada qualquer importância; à coerência da sua opinião sobre financiamento partidário - também impopular - não foi dado qualquer destaque. Rio só mereceu elogios quando cedeu ao método santanista de debate e falou de uma vontade de o antigo provedor da Santa Casa Misericórdia de Lisboa, velha de 1996, fazer um novo partido.

E que engenho o de Santana Lopes que foi capaz de há uma semana ter dito que achava que o financiamento partidário devia ter todo origem privada e na quinta-feira mudou de opinião sem que ninguém tivesse dado por nada. "Santana deu um baile", alguém disse. Deve ter sido por Santana Lopes ter mostrado preocupação com a segurança do país, nomeadamente a enorme problemática das caixas multibanco.

Santana Lopes tem fragilidades que não há como esconder. Tal como António Costa. Um debate entre os dois ameaça tornar-se num combate de boxe. Sem regras e com golpes baixos que, como se sabe, são ténicas que exigem especialistas.

 

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.