Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Para não termos outro BPN deixou-se cair o BES

A lição a retirar do caso BPN não é que o estado se meteu numa grande embrulhada que anda pelos 7 mil milhões de euros e que todos nós estamos a pagar ? Então o estado devia fazer o mesmo com o BES ?

Esta é uma das perguntas que o PS quer fazer ao primeiro-ministro - ou seja, por que razão recusou os pedidos do banqueiro para que a CGD ajudasse a parte não financeira do Grupo Espírito Santo, de forma a que os seus problemas não atingissem letalmente o banco, levando-o à falência. Preso por ter cão e preso por não ter cão.

No domingo o primeiro-ministro disse que não vê "nenhuma necessidade particular de acrescentar àquilo que já é público" sobre os seus encontros com Salgado: recebeu-o, "avaliou" uma proposta que o banqueiro fez, relativa, "não ao BES, mas ao GES" mas essa proposta "não teve sequência porque governo entendeu que não a podia apoiar".

O PS tenta agora passar por cima da escandalosa decisão de nacionalisar o BPN. Fez-nos crer que o que estava em jogo eram 400 milhões, meteu lá a administração da CGD e o resultado é um enorme buraco que todos estamos a pagar. Não seria mais curial explicar este desastre?

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.