Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Os licenciados continuam a emigrar e por isso deixam de ser desempregados em Portugal

Quando olhamos para o crescimento do emprego, percebemos que  os sectores de actividade que mais cresceram no último ano foram o das actividades imobiliárias, que cresceu +18,7%, o do alojamento, restauração e similares, que subiu 18,1%, e o das actividades artísticas, de espectáculos, desportivas e recreativas que aumentou 15,9%.

Todos eles a uma distância galáctica das taxas de variação do emprego altamente qualificado do sector das actividades de consultoria, científicas, técnicas e similares que caiu -1,5%, ou do sector de informação e comunicação que desceu 4,1%.

Além disso, o emprego que mais cresce é o do trabalho por conta de outrem em regime de contratos a termo e não só de contratos sem termo. É a economia a procurar na flexibilidade que lhe resta fazer face às incertezas do futuro.

O número de postos de trabalho para licenciados caiu 6 mil ! Leu bem : caiu 6 000. Como é possível com tanta Web Summit, com tanta start up de base tecnológica, com tantos milhões, não estejamos a ser uma economia de licenciados ?

Não é este o emprego que eu quero.

Prof : João Duque 

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.