Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Os grandes negócios do Estado - os gestores públicos geniais

Caíram um a um . O último foi António Mexia. Bastou o estado ficar sem dinheiro . E como se sabe "sem dinheiro não há palhaço ".

A indisciplina financeira do estado explica . Recebe agora para pagar nos anos futuros . No caso da EDP com rendas há muito tidas como excessivas. Paga o contribuinte e a competitividade das empresas suas clientes . Os salários dos "gestores-estrela" são obscenos e é preciso remunerar principescamente os accionistas. 

As estrelas da gestão foram caindo em menos de uma década, todas elas ligadas directa ou indirectamente a Ricardo Salgado e a negócios com o Estado. As nossas empresas e bancos de referência foram construídas pelo Estado e os seus gestores caem do pedestal quando o Estado ficou sem dinheiro.

Vítimas da ganância e de se terem convencido que eram de facto gestores geniais quando boa parte do tempo estiveram a trocar dinheiro que entregaram ao Estado no presente por rendas ao longo da sua vida de gestores.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.