Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Os efeitos do menor défice na saúde e na educação

Foi à custa de cativações de verbas que não chegaram aos serviços do estado que se passou para além da europa . E à custa do corte no investimento.

As escolas a meter chuva e frio com os alunos e pais à porta a exigirem mais pessoal é um efeito de curto prazo .O Nogueira da Frenprof não pia .

Morrer um bébé na Guarda com a mãe a esperar uma hora e meia para ser atendida por um médico também é um efeito de curto prazo das cativações para o défice. Seis horas na urgência passou a ser historicamente razoável . Mas a austeridade parou, virou-se a página segundo a narrativa pós-verdade .

Com o corte do investimento a economia é poucochinha, a dívida não para de crescer e os juros são insuportáveis e com tendência a aumentar . São os efeitos a longo prazo .

Enquanto o povo sofre com a nova austeridade vai-se falando na CAIXA para se desviarem as atenções . Os que têm emprego e pensões exigem ( pertencem ao estado) os desempregados (pertencem ao privado) vão sofrendo com a nova austeridade.

A "festa" na Educação não chegou aos prédios/escolas degradados (mas fecharam-se boas escolas privadas) . E a pressa na devolução de rendimentos dos funcionários públicos atinge os doentes, as crianças e os idosos .

Morreu um bébé no Hospital da Guarda por falta de assistência mas, agora , a culpa não é das cativações de verbas nem da austeridade . Porque essas ou acabaram ou nunca existiram .

 

 

5 comentários

  • Imagem de perfil

    Luis Moreira 18.02.2017 02:56

    Eu apoiava o mal dos outros ? Lá estás tu com processos de intenção. Isto que está aqui relatado são factos. Nem de esquerda nem de direita. Factos.
  • Imagem de perfil

    António Filipe 18.02.2017 11:44

    Durante o governo anterior também eram factos. E os factos eram muito piores do que agora. Em todos os aspectos. E tu sempre apoiaste esse governo. E, pelo que leio nos teus posts, continuas a apoiar e até a desejar que volte. Se isso é apoiar o mal dos outros não sei. Mas parece.
  • Imagem de perfil

    Luis Moreira 18.02.2017 12:26

    Pois, só que agora naõ são reconhecidos. Já não há austeridade , não é? Cortar no défice e cortar na saúde e na educação, igual ao anterior...
  • Imagem de perfil

    António Filipe 19.02.2017 02:14

    Não são reconhecidos por quem? Achas que há censura? Ou será que não tantos problemas como havia no governo PSD/CDS?
    Austeridade ainda há. Só que no governo anterior havia muito mais. Isso é óbvio e só o nega quem sofre de partidarite, como é o teu caso.
    Diz-me lá, com números, onde é que houve cortes na saúde e educação, igual ao anterior governo.
    Claro que não me vais dizer, porque não consegues. Se responderes, vais, certamente dizer qualquer coisa muito vaga, sem provas nenhumas, só para confundires. É o que fazes habitualmente.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.