Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Os dados das listas de espera são "desastrosos" e envergonham o país

Enquanto olharmos para o SNS como um instrumento da luta política e ideológica, separando a oferta em pública, social e privada e travarmos o acesso e a livre escolha, as listas de espera serão cada vez maiores. E quem sofre são os doentes.

Na doença não há seres humanos de primeira e de segunda, nem seres humanos que têm acesso a cuidados dentro dos prazos medicamente indicados e outros não. Há seres humanos que têm o direito a aceder ao "estado da arte" disponível que tanto pode ser encontrado nos hospitais públicos como nos hospitais privados.

Não me convidem para aceitar listas de espera onde só estão doentes pobres que o Estado impede de aceder aos tratamentos disponíveis. Nos hospitais públicos por não haver disponibilidade de meios técnicos e humanos e nos hospitais privados, por o PCP e o BE não o consentirem por razões ideológicas.

O Estado perante este cenário que não muda para melhor, tem obrigação de negociar com os privados protocolos isentos e financeiramente razoáveis para que os doentes deixem de ser as vítimas de combates ideológicos que nada têm a ver com o Serviço Nacional de Saúde.

Avancem para um Sistema Nacional de Saúde que junte em cooperação o público, o social e o privado. A bem dos doentes.

1 comentário

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.