Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Optimizar a capacidade hospitalar instalada no país é a solução

Ou se está do lado do doente ou do lado da ideologia. Estar ao lado doente é dar solução aos seus problemas de saúde com a maior qualidade e no mais curto espaço de tempo. O resto é treta seja pública ou privada.

A medida abrange 99 mil doentes para a primeira consulta de especialidades hospitalares e 21 mil com indicação cirúrgica. Estes números correspondem a uma parte reduzida do total de inscritos em lista de espera - equivalem a 15% dos que aguardam atendimento e 8,8% operação.

Está ainda prevista a autorização para os hospitais avançarem com "o reforço da atividade assistencial com recurso a produção adicional". Significa isto que podem avançar com o pagamento suplementar às equipas que deem resposta aos 120 mil doentes identificados.

Mas os actos médicos devem ser executados o mais próximo possível : "Vai ser muito difícil conseguir recuperar as listas de espera sem que o setor público seja reforçado, por exemplo em recursos humanos", afirmou. Este dirigente explicou que as pessoas na lista de espera têm poucos recursos e as viagens longas não são atraentes. "Tivemos uma experiência para transferir doentes que estavam em espera no Hospital de Vila Real para o Porto e a maioria não quis porque não tinha como pagar as viagens."

Se o hospital é público ou privado não é problema para os doentes.

6 comentários

Comentar post