Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Oito países investem em Alqueva

As terras regadas pelo Alqueva estão a registar colheitas recorde a nível mundial em vários tipos de produtos. Um caso exemplar é o milho que regista produtividades só igualadas nas terras da bacia de Paris e na zona norte do Texas nos USA.

Uma terra virgem, livre de químicos e de fungos ; abundância de água entre a Primavera e o Verão ; e uma exposição solar prolongada induzem a uma produção de alimentos mais saborosos e que chegam ao mercado duas a três semanas antes da concorrência. E chegam a preços concorrenciais pois o custo da energia nos países a norte de Portugal, pesam ( como temos sol não precisamos de outro tipo de energia ). Mesmo com o custo do transporte entre o Alentejo e os destinos europeus, o negócio em Alqueva compensa.

Mas o mais interessante é que ainda estamos numa fase embrionária. Ou seja, aqueles 110 mil hectares que estavam servidos de água até final deste ano (68 mil actualmente, a que se irão somar outros 20 mil na primavera) ainda têm muito para dar. Há luz verde para mais 60 mil hectares para o regadio. Mas não se pode esquecer que o Alentejo tem 3 milhões de hectares de terras aráveis.

Há terras, há dinheiro, há projectos, só falta dar as prioridades correctas. E há tanto dinheiro esbanjado em autoestradas sem carros, em rotundas grotescas e em pavilhões gimnodesportivos num país que não tem mais que três meses de chuva e frio. ( Expresso)

alqueva.jpg

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.