Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

O Syriza quer mesmo sair do euro ?

Mas como se quase 80% dos gregos quer manter-se na moeda única ? Segundo alguns a saída levaria mais tarde ou mais cedo à saída dos países com elevadas dívidas e, daí à desagregação do euro seria um passo. Afinal, não podemos esquecer que são revolucionários .

Mas também é verdade que o povo grego já viu a sua vida a andar para trás o suficiente para se interrogar se vale a pena continuar. E é aqui que entra a UE. Se houver solidariedade a Grécia faz o trabalho de casa que se escusou a fazer? É que se não faz de pouco vale a solidariedade como se viu com o perdão da dívida em 2008.

Em termos de montantes envolvidos, o que a Grécia precisa representa muito pouco para os restantes dezoito países. É, pois, evidente que a questão é política. E, sendo política, é preciso saber se o actual governo Grego quer mesmo sair do euro, porque logo aí passa a responder perante os tais 80% de gregos que querem o país na zona euro.

Lançados os dados, nem a UE quer correr o risco de ver um dos seus membros sair da zona euro nem o governo Grego quer suicidar-se. Se não  chegarem a um acordo a única saída do governo grego é referendar a posição do país . A partir do resultado do referendo pode mudar a sua política sem perder a face.

E, como sabemos, a vacina protege para toda a vida. É por isso que o referendo também interessa à Europa.