Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

O sindicato-patrão não assinou acordo no porto de Lisboa

Os estivadores através do seu sindicato querem controlar a admissão de trabalhadores e as condições de trabalho em oligopólio.  Como era fácil de prever não há acordo nenhum e o prazo limite já foi ultrapassado bem como o inglório murro na mesa do primeiro ministro.

Como, entretanto, se começam a conhecer as consequências das greves contínuas, como a ruptura de stoks dos medicamentos na Madeira, o sindicato sacode a água do capote.

António Mariano disse que os operadores estarão a tentar “introduzir condições no contrato coletivo de trabalho” que não constavam e que contrariam o acordo celebrado a 27 de maio. Não há garantias que o acordo seja fechado em breve.

“A lei foi aprovada por 80% dos deputados da Assembleia da República. Não podemos ter um grupo de 85% [de estivadores] a dizer: ‘Nós não queremos essa lei'”.

20% dos deputados ( PCP+BE ) como paga do apoio ao governo PS mandam no Porto de Lisboa. Como mandam nos transportes públicos e na Educação. É muito caro e António Costa logo que puder vai livrar-se do fardo. Se tiver tempo.