Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

O silêncio do PCP e do BE

Esta experiência de um governo suportado parlamentarmente pelo PCP e pelo BE tem uma enorme vantagem. Acabou-se a virgindade, o somos melhores que os outros, damos lições de ética. Interessa-nos a verdade não mais que a verdade.

Mas o silêncio é ensurdecedor , a pressa de virar a página não pode ser mais revelador . Jerónimo e Catarina fazem de conta que não se passa nada e dão tudo para a recapitalização da CAIXA. Como todos os outros interessa-lhes pouco os meios instrumentais para chegar aos objectivos. Tal como os outros é um fartar vilanagem. 

O artigo hoje: Catarina Martins e Jerónimo de Sousa andam desaparecidos em combate. No passado recente não perdiam uma oportunidade para a pedir a demissão de ministros por tudo e por nada. Agora não abrem a boca para condenar o cozinhado entre o governo e a administração da CGD.
Este silêncio do Bloco e do PCP não é novo (repararam como Mariana Mortágua anda afastada da ribalta?). Mas ganhou força no caso da CGD. Porquê? Simples: Bloco e PCP andam por baixo nas sondagens. E se houvesse eleições agora sairiam claramente a perder: o PCP voltaria para o gueto onde esteve 41 anos e o Bloco, se não tivesse o mesmo destino, perderia muita da força que tem atualmente. Só não sei muito bem se o eleitorado de um e outro partido vai perdoar esta "traição"

O BE face ao cinzento da situação inventa todos os dias uma causa fracturante para não ter que se atirar ao governo e, o PCP, vai agora lançar um "amplo" debate sobre a saída da Zona Euro cujas conclusões por unanimidade já todos conhecemos.

Nada sobre a economia que não cresce, os juros altos, a dívida que cresce .

 

3 comentários

Comentar post