Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

O PCP ficou a falar sozinho e não gostou

O PCP em comunicado faz saber que não gostou de ter sido excluído pelo PS e BE na preparação da lista de nomes para o Tribunal Constitucional .

Mas diz mais. Diz que o PS escolheu o BE o que é uma opção política de que o PCP retira as devidas ilações políticas.

O recado é claro: para os comunistas, não existe "um Governo ou maioria de esquerda" ou sequer "um acordo de incidência parlamentar que condicione o PCP como força de suporte ao Governo". Os comunistas reservam-se o direito de "a cada momento" avaliar o que pensam "ser melhor para os trabalhadores, o povo e o País, desenvolvendo a sua acção com total liberdade e independência".

Se e quando for possível deitar o PCP borda fora o governo marca eleições antecipadas. Basta o PS+BE chegarem à maioria absoluta. O PCP sabe e não gosta. Vamos ver até quando a geringonça aguenta.

1 comentário

Comentar post