Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

O PCP deseja um governo PS/BE

É cada vez maior o incómodo do PCP em pertencer "à solução conjunta" e o resultado das autárquicas intensificou as exigências. Entre críticas ao governo por causa dos incêndios e as greves o PCP já está a preparar o retorno à sua natureza de partido de protesto.

Sobre a possibilidade de o partido vir a integrar um futuro Governo do PS, o líder do PCP considera que existem "problemas objetivos", como as posições do PS sobre a União Europeia e o euro, que "a não serem alterados, removidos" impedem esse cenário e chama a atenção que, "tanto os setores da direita política como da direita económica", parecem preferir quadros ou de maioria absoluta do PS ou de uma aliança entre socialistas e bloquistas, sem o PCP.

E quem é que ousa considerar que o PS alguma vez coloque em cima da mesa as suas posições sobre a União Europeia e o euro ? O PCP sabe-o melhor  que ninguém e por isso já navega águas que sabe não serem suas. Deixar o barco é agora a sua maior ambição mas não quer saltar fora sem antes obter o maior benefício possível para as suas exigências. 

As eleições sejam ou não antecipadas dar-lhe-ão o pretexto razoável para não ser responsabilizado pelo abandono.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.