Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

O melhor serviço ao preço mais baixo

É esse o interesse do público. Ao público não lhe interessa que a empresa que fornece o serviço seja pública ou privada. Basta olhar para a RTP e para a TAP para perceber que o bem comum não existe no léxico dos instalados. Preferem falar de serviço público, que é a melhor das expressões para garantir que a factura é sempre paga pelos contribuintes.

Não sendo de esquerda nem de direita ou, no melhor dos dois mundos, sendo de esquerda numas coisas e de direita noutras, o que devemos esperar é que a política funcione a favor do bem comum. 

Os lobbies e os dogmas partidários não deixam que o país se modernize. Basta ver de quem parte a iniciativa das petições que logo aparecem como se representassem alguma parte significativa do povo, "um conjunto de personalidades", que são sempre os mesmos. Que toda a vida viveram à sombra do estado a prestarem "serviço público que os contribuintes pagam.