Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

O legado de Jorge Sampaio - abrir caminho ao pior

Quem estava em Belém quando os dois piores primeiros ministros que tivemos chegaram a S. Bento ? Jorge Sampaio.

Deu posse a Santana Lopes em vez de marcar eleições antecipadas para o demitir cinco meses depois . E com isso abriu caminho à maioria absoluta de José Sócrates . O resultado é conhecido .

Os primeiros ministros anteriores eram gente de grande gabarito intelectual, grandes juristas, reputados académicos.

Até Sampaio dar posse a Santana Lopes, Portugal tinha um historial de primeiros-ministros com dimensão política e/ou profissional fora do vulgar. Mário Soares, que tinha uma visão para Portugal e se movimentava como ninguém pela política europeia e mundial, Sá Carneiro, que não teve tempo para deixar obra, mas cuja dimensão política é universalmente reconhecida, Pinto Balsemão, grande empresário, Cavaco Silva, professor catedrático de Economia, Mota Pinto, distinto professor de Direito, entre alguns outros, como Maria de Lourdes Pintasilgo ou Freitas do Amaral. Imediatamente antes de Santana Lopes, tínhamos tido Durão Barroso, que sairia para liderar a Comissão Europeia, e António Guterres, que hoje é secretário-geral da ONU. Ou seja, concorde-se ou não, goste-se deles ou não – e eu não aprecio a maioria dos nomes que referi –, a verdade é que todos, antes ou depois, provaram ter dimensão política para o cargo.

É, claro, que a maioria de nós votou duas vezes maioritariamente em Jorge Sampaio. Não há como fugir disso.

1 comentário

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.