Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

O Fisco não cobra os milhões de grandes devedores

Há um exército de funcionários públicos a investigar os cinco milhões de contribuintes pobres e da classe média baixa que não têm por onde escapar. Depois, claro, não têm tempo de investigar uns poucos milhares de contribuintes ricos .

Estão a prescrever 8,6 mil milhões de impostos de umas centenas de grandes contribuintes . Por falta de meios ? Não me gozem .  

Vejam o que se passa com o IRS dos reformados. A esmagadora maioria tem o rendimento da pensão e as despesas normais para a idade. Ano após ano . Quantos são, dois milhões ? Que espera o fisco para os largar da mão e assim ganhar disponibilidade para os grandes rendimentos ?

Quase metade dos grandes devedores encontram-se na área de Lisboa, onde a Direção de Finanças criou uma divisão com 32 gestores com a função específica de gerir esta carteira. Para além disso, a Autoridade Tributária tem, desde 2013, um gabinete dedicado ao acompanhamento do pagamento de impostos por parte de grandes empresas, entidades financeiras e multinacionais.

Antes tarde do que nunca, trancas à porta depois de roubado. O costume. Vale a pena em Portugal não cumprir.