Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Nas vésperas, juiz diz que não é rico e que não tem medo

Muitos escreveram sobre a entrevista do super-juiz mas só um percebeu o seu significado. Só um percebeu que faltou uma pergunta. Porquê agora uma entrevista quando está marcada para 15 de Setembro o fim da investigação a José Sócrates ?

A maioria dos analistas acha que o juiz cedeu à vaidade, ao aparecer na televisão, o pacóvio de Mação. Nada mais falso. O que o juiz veio dizer, nas vésperas, é que o que vier a acusar está livre de pressões, de medos , das escutas a que é sujeito. Ora, se não fosse uma borrasca de todo o tamanho que aí vem, o juiz não precisava de vir publicamente prevenir.

Referiu-se por três vezes aos amigos ricos que emprestam dinheiro mas que ele não os tem. Falou das suas dificuldades financeiras que o obrigam a trabalhar muito, chegando ao pormenor de dizer que trabalhou 49 sábados em 52 num ano. Que não teve heranças nem recentes nem antigas. Que ainda ninguém conseguiu encontrar-lhe rabos de palha apesar da espionagem organizada.

Há realmente uma pergunta que ficou por fazer mas cuja resposta ó óbvia. Só não a vê quem tem medo da resposta.