Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Na Finlândia os direitos são dos alunos não dos professores

A Finlândia mergulhada no gelo eterno é pobre a única riqueza que tem são mesmo as pessoas

Com a educação, o princípio foi o mesmo. Num país que era basicamente uma floresta gelada povoada de renas dificilmente seria a terra a fazer da Finlândia um pais rico. Por isso, estabeleceram rapidamente o princípio de que ninguém fica para trás. Curiosamente, naquele país os direitos são dos estudantes, não dos professores. O direito à educação não é o direito a ter um professor, mas o direito a ser ensinado. Isto significa que se há facilidade de aprender, então o tempo com o professor pode ser menor. Mas se tem dificuldade em aprender então o tempo com o professor tem que ser prolongado, e se houver necessidade de apoio adicional então o estado providencia esse apoio adicional. Deu o exemplo de algumas ilhas isoladas, onde é muito difícil as (poucas) crianças irem à escola devido às condições atmosféricas e dureza da viagem, onde são dedicados professores para apoiar a única criança da ilha em idade escolar e que, por vezes, devido ao facto de os pais não terem condições para alojar o professor, este acaba por fazer a viagem uma vez por semana para acompanhar a criança até que tenha idade para ir para uma escola longe de casa. E, nessa altura, o estado paga a deslocação e alojamento da criança

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.