Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Juntem-se a mim e tudo será permitido

Esta é a mensagem de todos os ditadores e populistas sejam de esquerda ou de direita. Eles abraçam a ideologia não pelo que diz mas como a oportunidade de alcançar o poder e assim ultrapassar tudo e todos. Sair de uma posição inferior.

É este também o trunfo de Trump. As regras normais deixaram de se aplicar. É esta a vantagem sobre os outros : suspenda-se o jogo da verdade.

Mas não é novo: Hitler, Berlusconi ( o mesmo tipo de empreendedor a fazer-se passar por político). Tivemos Nigel Farage e agora temos Marie Le Pen, Heinz Strache da extrema direita austríaca, e outras figuras na Alemanha . Na América do Sul - Castros em Cuba, Chavez na Venezuela, Santos em Angola e tantos outros no Chile e na Colômbia. Criar uma relação com o demagogo que tem tudo o que desejo : dinheiro, poder e mulheres - e que ao mesmo tempo é detestável e vulgar, tal como eu sou nas profundezas da minha alma.

Nós europeus enquanto indivíduos, somos capazes de estar de olhos bem abertos, mas enquanto colectivo estamos a tolerar muito do que devíamos ter aprendido a evitar .Parecemos dispostos a abandonar importantes ganhos do pós-ll guerra Mundial e nesta dinâmica de colectivo podemos vir acabar num sítio onde a maioria de nós nunca quis estar.

Era expectável que um partido da extrema-direita se viesse a estabelecer com 20% a 30% dos votos não só na Alemanha mas também nos restantes países da Europa. Está a decorrer um processo de "normalização" num ambiente político mais ou menos temperado

PS : com Albrecht Koschorre no Expresso