Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Já vivi muito melhor

Uma minha conhecida de longa data, farmacêutica, vivia à grande à francesa. Os dois filhos transportavam-se em carros de luxo, tal como o marido que se embebedava diariamente e ela própria que se desdobrava em esquemas. Herdades no Alentejo, casa de campo, viagens à volta do mundo, apartamentos de luxo . Eu dizia a  amigos comuns que não podia ser pese ela ser proprietária de duas farmácias.

Um dia, há sempre um dia, bateram-lhe à porta os fornecedores e os credores. Começou a vender o que podia antes que lhe caíssem em cima as penhoras. Vendeu a pataco o que tinha comprado a crédito e de um momento para o outro foi viver para Moçambique onde abriu uma pequena farmácia. Diz ao primo que antes, quando viva a crédito, vivia muito melhor.

É isto o que nos lembra hoje Mira Amaral no Expresso. Há três anos viviamos todos muito melhor a crédito sem termos que pagar nada. Chegou a factura, o nível de vida teria que baixar fosse qual fosse o caminho seguido.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.