Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Já se fala em taxas de juro de 5% e quando se fala...

Agora o limite de todas as preocupações são os 5% a 10 anos. A última emissão já é trocada no mercado secundário a 4,4% . Isto apesar do défice de 2,3% do PIB e do programa de compras do BCE.

“Portugal foi o bom aluno do rigor fiscal durante o período de três anos em que teve em terapia intensiva, sob o anterior governo de centro-direita. O trabalho árduo compensou, como se pode ver pela queda dos juros das Obrigações do Tesouro na altura, no entanto a actual coligação liderada pelo governo minoritário do Partido Socialista sob governo do primeiro-ministro, António Costa, reverteu os cortes nos salários e nas pensões do setor público, e os progressos na estabilização das finanças públicas estão parados”, alerta o artigo de opinião do analista da Bloomberg.

“Atolado num vértice de dívida de 232 mil milhões de euros, o que mantém Portugal fora de problemas mais graves é a sua adesão às exigências da troika em matéria de disciplina fiscal”, diz ainda o analista.

E o governo português não faz nada quanto a esta situação explosiva.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.