Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BandaLarga

as autoestradas da informação

BandaLarga

as autoestradas da informação

Imposto sobre a demência

O estado pode estar satisfeito mas não saciado . Agora no Reino Unido inventou-se o "imposto sobre a demência" . Por cá já inventaram o imposto sobre as vistas e sobre o sol. Longe vai o tempo em que a brincar dizíamos que só falta um imposto sobre o ar que respiramos. A bem da verdade já o pagamos e de diversas formas.

Esta ganância é igual à daqueles que têm como desporto na vida acumular muito para além do necessário . Cá em Portugal temos um que deu cabo do maior banco comercial para alimentar as quatrocentas e tal empresas que possuía para poder estar em todos os negócios.

Na verdade esta vontade do estado " ir buscar o dinheiro onde ele está" mostra bem que a sociedade civil tem pela frente um monstro com duas cabeças. Uma come cada vez mais a outra gasta como se não houvesse amanhã. Como se percebe é a melhor forma de caminharmos rapidamente para a bancarrota . Exemplos recentes não faltam.

Por hoje, dizemos que não há melhor forma de assaltar um banco do que entrar na administração . Desenganem-se, não é só nos bancos. É assim em todos os lugares onde se junta muito dinheiro e a irresponsabilidade . No estado, o assalto "é político" e, como tal , ninguém é responsável.

Está aberto o caminho para o desastre .

"Contudo, a descida de May reflecte sobretudo uma das medidas que propôs implementar caso vença as eleições. O Partido Conservador quer que os idosos suportem os encargos com os seus cuidados para não sobrecarregar os contribuintes. Uma proposta que os partidos já apelidaram de "imposto sobre a demência".

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.